Desporto

SR/AAC organiza terceiro torneio de touch rugby

Cedida

Competição prepara atletas para primeira participação de Portugal no mundial. Modalidade “tem tido cada vez mais adesão” no país, segundo jogador. Por Catarina Duarte

A 3ª edição do Queima das Fitas International Tournament, organizado pela Secção de Rugby da Associação Académica de Coimbra (SR/AAC), vai ser realizada às 9h30 do próximo sábado, dia 18 de maio, no Estádio Universitário de Coimbra. Nele vão estar presentes 12 equipas de touch rugby vindas de Portugal, França, Espanha e Itália. Dentro dos grupos portugueses, para além de quatro seleções do Touch Rugby Portugal, também vão participar quatro outras equipas – Académica, Braga, Dark Horses e São Miguel Rugby, bem como as francesas Bordeaux Touch e Atlantique Touch Rochelais, as espanholas Arroyo Alligators Touch e as italianas Turtle In Touch Rugby.

O evento integra-se nas comemorações da Queima das Fitas de Coimbra. Para Gonçalo Dias da Silva, jogador do Touch Rugby Portugal M45, representa uma “forma de aproximação entre jogadores e preparação para a Touch Rugby World Cup 2024”. Nesta competição vão estar representados 40 países e 180 seleções, quatro dessas vindas do Touch Rugby Portugal nos escalões M40, M45, M50 e Mixed Open, reunindo assim 64 atletas amadores e 8 treinadores portugueses, simbolizando a primeira participação nacional no mundial. De acordo com Gonçalo Dias da Silva, a modalidade é recente em Portugal e “tem tido cada vez mais adesão”. Apesar de ser há muito jogada profissionalmente por equipas do hemisfério sul, só surgiu em Portugal “há cerca de 7 ou 8 anos”, de acordo com o desportista.

Para o atleta, jogar touch rugby é benéfico tanto para os jovens, como para os mais velhos. Na modalidade há uma ausência de placagens, o que permite aos mais novos começarem a ter um primeiro contacto com o rugby de uma forma menos violenta e, aos adultos, manterem a prática do desporto sem um maior impacto físico, argumenta. O jogador destaca ainda o potencial de aproximação do touch rugby para os recém-chegados à modalidade e de reaproximação para aqueles que já a praticaram.

Gonçalo Dias da Silva concluiu ao enfatizar a motivação dos desportistas para levarem o “espírito de equipa” aos futuros jogos. A realização do mundial está agendada para os dias 15 a 21 de julho em Nottingham, na Inglaterra. De forma a prepararem-se para a competição, além do Queima das Fitas International Tournament, as equipas vão ter outro torneiro no final de junho, em Arcos de Valdevez.

To Top