Desporto

DN/AAC vence prova do 28º Memorial José Matos

Cedida por João Gomes

Secção desportiva organiza 41ª edição da Regata da Queima das Fitas. Transmissão televisiva leva festa académica “além dos limites da cidade e do país”, considera presidente. Por Matilde Mendes

No passado dia 4 de maio, realizaram-se no Mondego a 41ª edição da Regata Internacional da Queima das Fitas (QF) em conjunto com a 28ª edição do Memorial José Matos. Os eventos, organizados pela Secção de Desportos Náuticos da Associação Académica de Coimbra (DN/AAC), teve início na ponte de Pedro e Inês e consistiu em várias corridas de 500 metros, divididas em diferentes faixas etárias.

Desta forma, a prova teve início às 9h30 com as competições de remo jovem, que decorreram durante toda a manhã, explica o presidente da DN/AAC, João Gomes.  Seguiram-se, durante a tarde, os escalões de absolutos, as eliminatórias e as finais, culminando no Memorial José Matos com a “prova rainha do remo”, a Shell de 8. Este memorial honra um antigo dirigente, atleta e árbitro da secção que “infelizmente faleceu em 1994”, informa dirigente.

A Associação Académica terminou o dia com vários prémios nas diferentes categorias. No remo jovem “tivemos uma vitória e vários pódios”, relata João Gomes, mas “o destaque vai para a vitória dos Shell de 8 da académica” do Memorial José Matos, pelo segundo ano consecutivo. É do entendimento do atleta que esta vitória “é uma boa perspetiva para futuras regatas”.

“Este ano tivemos algumas dificuldades quanto à logística”, revela o atleta. Houve “muita chuva, o que causou correntes que acabaram por atrasar o trabalho da organização”. Além disso, estas condições atmosféricas adversas dificultaram as provas, “sobretudo no remo jovem e no Shell de 8”, explica João Gomes.

Quando questionado acerca da importância dos prémios, o atleta expôs que a meta é “chegar aos nacionais de velocidade em junho”, mas que esta conquista “motiva a equipa”. No sentido de representar a Casa, o presidente denota ainda “um grande orgulho” evidenciando que é uma sensação diferente remar em Coimbra, o que “acaba sempre por jogar a favor da equipa”.

João Gomes considera que a transmissão televisiva do evento reforça não só a promoção do desporto em geral, mas também da própria QF, levando esta festa “além dos limites da cidade e do país”. No que diz respeito ao apoio da Comissão Organizadora da QF o presidente “não tem nada a apontar”, no entanto, denota que gostaria de ver uma “presença mais direta” da parte da AAC.

Perspetivando futuras competições, João Gomes revela que a secção vai marcar presença na Regata Internacional de Gondomar no dia 19 de maio, na Regata da Litocar dia 30 do mesmo mês e no Campeonato Nacional de Velocidade em junho, relembrando que “esse é o grande objetivo”.

To Top