Festas Académicas

Artistas internacionais mexem último dia Palco RUC

Solange Francisco

‘Techno’, ‘grime’ e ‘hip hop’ marcaram estilo musical no palco secundário. “Somos poucos mas vamos fazer a festa”, sublinhou Cookie Jane. Por Solange Francisco

Nesta segunda-feira, dia 27 de maio, a última noite do Palco RUC arrancou com a dupla de DJ’s residentes da rádio da Casa: Trixxy Tiggy. Os que assistiram às atuações deste palco puderam também contar com a “Rainha do Drill”, Cookie Jane, além do artista Neffa-T e, das 4 às 6 horas da manhã, foi CCL quem fechou.

Para a equipa do Palco RUC, a Comissão Organizadora da Queima das Fitas superou as expetativas no que toca a apoios ao palco secundário. “O nosso som está melhor mas se calhar a afluência do público diminuiu” afirma Bernardo Matos. Diogo Barbosa também se demonstra preocupado: “não sei até que ponto a tenda gigante nos tira algum público que fica lá e não passa para aqui”.

A dupla de DJs residentes da RUC abriu o palco, pelas 23 horas, com uma adesão bastante fraca. Através do estilo musical característico do palco secundário da Praça da Canção, alternativo e repleto de ‘remix’s’, a dupla fez o pequeno público mexer.

“Somos poucos mas vamos fazer a festa” foi o ponto de partida de Cookie Jane, fenómeno do hip hop que atuou à 1h15. “Não conhecia a artista mas acho que ela tem boa energia e interage bastante com o público” são as palavras de Joana Claro, estudante do quarto ano de Direito na Universidade de Coimbra. A finalista deixa claro que aprecia “a iniciativa do palco RUC, com um estilo mais alternativo áquilo que temos no palco principal”.

Um pouco antes das 2h30, Neffa-T, artista britânico e reconhecido a nível mundial, animou os estudantes do Palco RUC com um género fluido entre o ‘grime’ e o ‘techno’. Com um recinto mais completo, Neffa-T terminou a sua atuação às quatro horas da manhã e deu lugar a CCL que ocupou as duas últimas horas do palco. CCL conquistou o público que ainda restava no horário com uma mistura de ‘cowgirl-breas’, ‘trip-funk’ e ‘wiggle steppers’. O palco alternativo da Queima das Fitas de 2024 fechou o seu último dia no recinto com um estilo único mas que atraiu muitos dos que passaram por este evento que dá uma despedida aos finalistas de Coimbra.

To Top