Ensino Superior

NEPCESS/AAC APRESENTA 34º EDIÇÃO DAS JORNADAS TRANSDISCIPLINARES

Cedida por Sofia Rodrigues

Tema desenvolvido em torno das etapas da vida. Sofia Rodrigues espera ultrapassar ano passado em número de inscrições. Por Xavier Marques

De 5 a 7 de março vai decorrer a 34º edição das Jornadas Transdisciplinares, um evento organizado pelo Núcleo de Estudantes de Psicologia, Ciências da Educação e Serviço Social da Associação Académica de Coimbra (NEPCESS/AAC). Com o nome “Ser (-Se) Humano”, a programação oferece várias sessões que irão decorrer no Palácio Sacadura Botte, o terceiro edifício da faculdade.

O evento consiste num conjunto de apresentações no qual são discutidas temáticas relativas aos três ramos da faculdade. De acordo com Sofia Rodrigues, coordenadora do projeto, o tema deste ano procura distinguir-se do das edições anteriores. Nesse sentido, a programação foi delineada em função das etapas da vida. O primeiro dia será dedicado às crianças, o segundo aos adultos e o último aos idosos.

Com um total de dez sessões de 1h30 cada, a coordenadora dá relevância à da sexualidade na terceira idade, dado ser ainda um assunto tabu. Outro exemplo é o luto parental, pois “fala-se muito do luto maternal”, o que acaba por pôr para segundo a dor do pai, explica. Acrescenta a importância da sessão “Desmitificar a adultez: aquilo que não te conta(m)”, focada nos jovens adultos, com foco nas questões financeiras e na dificuldade em conciliá-las com os objetivos de vida.

Dada a amplitude das temáticas em abordagem, as palestras vão ter oradores profissionais das mais diversas áreas. São exemplo disso psicólogos com diferentes níveis de especialização, assistentes sociais, um contabilista e um juiz. Quanto à inscrição existe um total de quatro modalidades, que variam entre os 4 e os 22 euros. As ofertas contemplam passes diários e geral, bem como pacotes de grupo. Em comparação com ano anterior, a coordenadora espera que esta edição “ultrapasse os 70 inscritos”. Sofia Rodrigues destina o evento a “qualquer pessoa”, mas acredita ainda que “a maioria das pessoas vai ser da faculdade de Psicologia”.

To Top