Ensino Superior

NEFLUC/AAC celebra mês da história negra

Arquivo

Estudantes, docentes e investigadores pretendem discutir “discriminação e racismo enraizado”. Iniciativa tem como objetivo consciencializar comunidade estudantil. Por Leonor Viegas

O Núcleo de Estudantes da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra da Associação Académica de Coimbra (NEFLUC/AAC) vai desenvolver um conjunto de atividades para celebrar o mês da história negra. O evento, que vai ter lugar entre os dias 21 e 29 de fevereiro, procura sensibilizar os estudantes para questões como o racismo e a apropriação cultural.

O coordenador do pelouro de Intervenção Cívica, Social e Voluntariado, Guilherme Ferreira, revela que a iniciativa vai consistir na “realização de palestras, exposições e debates” abertas a toda a comunidade estudantil. Segundo o dirigente, o evento vai contar com a participação de “docentes e antigos docentes, estudantes e investigadores”. O plano de atividades vai ser divulgado em breve, acrescenta.

Segundo Guilherme Ferreira, celebrar o mês da história negra “é algo muito importante, sobretudo num tempo em que se ouve falar de situações de discriminação e em que existe uma cultura de cancelamento, com expressões pejorativas para a comunidade afrodescendente”. Acredita, ainda, que é importante entender e recordar o colonialismo como um marco com bastante peso na história de Portugal.

O coordenador aponta a “discriminação e o racismo enraizado” como potenciais tópicos de discussão no decorrer da iniciativa. “As pessoas conhecem os conceitos, no entanto, são tópicos muito sensíveis, tanto para quem é discriminado, como para quem discrimina”, considera o estudante. Para Guilherme Ferreira, esta iniciativa é fulcral para consciencializar a comunidade estudantil e a população para a influência das culturas afrodescendentes na história mundial. Por ser uma “atividade inovadora e representativa”, espera uma alta adesão ao evento.

To Top