Ciência & Tecnologia

6ª edição da Escola Molecular convida alunos do secundário a explorar Química

Cedida por Amílcar Duque Prata

Edição conta com maior número de inscritos desde 2018. Objetivo é dar a conhecer diversos ramos da área de estudos e oferta letiva de cursos na FCTUC. Por Mafalda Adão

O Departamento de Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) vai receber a sexta edição da Escola Molecular, iniciativa pré-universitária de Química organizada pela Molecular Júnior Empresa (JE). A atividade, que se realiza desde 2018, vai ter início no dia 17 de fevereiro e prolonga-se até meados de março.

O Presidente da Molecular JE, Amílcar Duque Prata, explica que o projeto surgiu com a finalidade de atrair uma maior quantidade de alunos para os cursos de Química na FCTUC, assim como “mudar a opinião negativa das pessoas sobre este campo”. Deste modo, o programa, que conta com cinco sessões aos sábados, permite dar a conhecer os diversos ramos da área de estudos e a forma como a Química se esconde no dia a dia.

Durante as sessões vão ser abordados temas diferentes consoante o ano letivo em que os participantes se encontram. Para os alunos do 10º e do 11º ano, as componentes teóricas e práticas vão relacionar-se com temáticas lecionadas na disciplina de Física e Química. Já para os estudantes do 12º ano, os temas trabalhados têm um maior foco na indústria e na aplicação da Química no quotidiano. Isto realiza-se, sobretudo, através da participação de responsáveis por empresas e projetos na área de estudos.

Esta atividade tem como apoiantes o Instituto Português do Desporto e da Juventude, a FCTUC e a Câmara Municipal de Coimbra. Nesse sentido, Amílcar Duque Prata refere que o apoio destas entidades é “fundamental para que a escola pré-universitária seja gratuita para todos os participantes”. Também menciona a ação voluntária de todos os professores, investigadores e estudantes em prol da iniciativa.

O dirigente relata que esta é a maior edição realizada até ao momento, com 95 inscrições, pelo que espera voltar a ver alunos que já participaram em anos anteriores. Além disso, anseia ver o desempenho dos alunos que participaram na iniciativa durante o secundário e, hoje, são membros integrantes da organização.

To Top