Cidade

Novo projeto do Exploratório ganha rodas

Bárbara Monteiro

ECCVC celebra protocolo com SMTUC. Vereadora da CMC pretende “juntar as diferentes gerações e eternizar a memória”. Por Bárbara Monteiro e Marta Tavares

No dia 24 de novembro, no auditório do Exploratório – Centro de Ciência Viva de Coimbra (ECCVC), ocorreu a assinatura do Protocolo de Cedência de Autocarro. Esta celebração visa fornecer e reavivar um autocarro com 50 anos de história, doado ao ECCVC por parte dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC). Estiveram presentes o diretor do Exploratório, Paulo Trincão, Cristina Albuquerque, vice-reitora da Universidade de Coimbra (UC) e Ana Bastos, vereadora da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) e presidente do Conselho de Administração dos SMTUC.

A conferência teve início às 14h37 e foi aberta por Paulo Trincão, que começou por agradecer a presença a todos os intervenientes. No seu decorrer, temas como planos de orçamento e de atividade, bem como os principais objetivos a cumprir foram abordados, onde a professora Ana Bastos revelou ter encarado o desafio “com generosidade, genuinidade e vontade de fazer coisas diferentes”.

A cedência gratuita, com prazo de 4 anos, pode ser renovada de forma anual e terminada, quando os envolvidos assim o desejarem. Não obstante à originalidade do projeto, Paulo Trincão revela ter sido realizada uma iniciativa semelhante em 2019, onde foi refeito um autocarro em Lafões, que conseguiu mobilizar mais de 15 mil crianças. “Temos que levar conhecimento às pessoas que serão os futuros cidadãos”, refere.

Embora não exista ainda um plano de atividades, Cristina Albuquerque assegura a confiança na participação geral, quando questionada sobre a adesão dos alunos ao projeto. “Queremos que os núcleos de estudantes se envolvam para conseguirmos perceber quais são as necessidades dos mesmos”, menciona a vice-reitora. Apela, também, à Academia para se envolver no “progresso das novas tecnologias, reavivando as já existentes”.

Ana Bastos ressalta que este projeto “tem de ser divulgado de forma mais aprofundada”. Para a também professora da UC, esta iniciativa não é direcionada para um público específico, “mas sim para todos que dela quiserem usufruir”. Ana Bastos e Cristina Albuquerque referem como principal objetivo “juntar as diferentes gerações e eternizar a memória”, com foco “em ideias inovadoras para os atuais e futuros estudantes terem o que precisam”.

To Top