Cultura

Este ano o Rock junta-se às tunas no VI Boticários

Fotografia gentilmente cedida por Rui Pancas

Tunas de todo o país vão se apresentar no festival em Coimbra. Organização destaca a diversidade de performances. Por Vasco Borges

A sexta edição do Boticários, o Festival de Tunas Mistas da Phartuna-Tuna de Farmácia de Coimbra, arranca amanhã, dia 15 de março. Durante duas noites, vão se apresentar na cidade, grupos académicos de várias universidades nacionais. A noite de sexta-feira está reservada para as tradicionais serenatas, no Colégio de São Jerónimo, e no sábado o Teatro Académico Gil Vicente vai ser o palco dos espetáculos.

A concurso vão estar a TAUA – Tuna Académica da Universidade dos Açores, a ForTuna – Tuna Académica da Nova School of Business and Economics de Lisboa, a EnfTuna – Tuna da Escola Superior de Portalegre e a TMUM – Tuna de Medicina da Universidade do Minho.

Para além das apresentações tradicionais, o VI Boticários apresenta, este ano, uma componente dedicada ao rock português. O vice-presidente da Phartuna, Rui Pancas, explica que “já é um hábito trazer um novo tema em cada edição do festival”. Assim, as tunas vão ser desafiadas a incluir elementos alusivos ao rock na sua performance. “É um desafio extra e vai ser interessante ver como é que as tunas vão abraçar este tema”, antecipa Rui Pancas.

A diversidade é um dos principais motes do festival. “O espetáculo está organizado para que as pessoas tenham sempre algo novo para ver”, destaca Rui Pancas. A organização espera uma grande adesão quer da comunidade estudantil, quer da população conimbricense, naquela que será uma oportunidade para “conhecer melhor a Phartuna e  de outras tunas espalhadas por todo o país”.

 O Coro Misto da Universidade de Coimbra vai estar na Noite de Serenatas, enquanto que a Orquestra da Tuna Académica da Universidade de Coimbra e o músico Eduardo Branco vão subir ao palco do TAGV. No final de ambas noites, vão ser ainda promovidos convívios na cantina dos grelhados.

To Top